Cuidados ClínicosFotos com cometários por Luiz MeiraLista de vídeos sobre iridologiaBlog, facilitando a interatividadeSites Selecionados
 
Feijão
 
É o alimento mais rico que temos disponível. Até neste aspecto é rico, pois podemos encontrá-lo em todo território nacional, assim como praticamente em todo o planeta.
 
Quanto ao aspecto nutricional é excelente, pois proporciona nutrientes essenciais como proteínas, ferro, cálcio, vitaminas (principalmente do complexo B),carboidrados e fibras. Todos estes nutrientes aparecem em quantias significativas a ponto de substituir os produtos animais.
 
Quanto ao aspecto de adulteração genética, tão disseminado nos nossos tempos, os feijões ocupam um lugar de destaque entre as exceções, pois podemos encontrar variedades selvagens praticamente em qualquer lugar. Cito algumas que conheço: Guandu, Branco, Favas, Fradinho, Moyashi, Adzuki, de Corda, Tremoço, Corado. Para confirmar, cito espécies manipuladas geneticamente, no entanto em cruzamentos intra-espécie (não alergênico): preto, carioquinha, rajado, jalo.
A Soja apresenta um plano de adulteração muito mais profundo, sendo difícil encontrar variedades íntegras, tanto aqui como no exterior. Praticamete todos os subprodutos de soja estão transgênicos (utilizados nos alimentos industrializados tais como a lecitina, a proteína texturizada, o óleo, a gordura vegetal hidrogenada).
 
Quanto ao aspecto culinário, os feijões são excepcionais, sendo utilizados tanto para salgados como para doces, aceitando os mais diferentes temperos e misturas com outros alimentos. Pode ser apresentado simplesmente cozido com os grãos inteiros ou amassados formando caldo grosso; pode ser preparado como sopa; como salada, com os grãos inteiros. Muitas outras formas poderiam ser citadas, as receitas abaixo ilustrarão melhor.
 
Quanto ao aspecto terapêutico,  também é um recurso inestimável. Cito alguns a título de ilustração: A Fibra da casca "regula o intestino"; o Ferro recupera anemias; o Cálcio é assimilado de maneira harmônica, recuperando osteoporose. As gorduras entremeadas e equilibradas com estes outros nutrientes fornecem matéria prima de boa qualidade para fabricação de hormônios; o Guandu é utilizado como anti-diabético e o Azuki para o rim.
 
 
 
  
  
Aproveito para antagonizar alguns "mitos" vigentes entre nós:
  • Engorda - Os carboidrados existentes no feijão estão em proporção equilibrada para prover o sustento necessário ao desenvolvimento sadio. Muito mais carboidrados são encontrados nas massas, e até mesmo no seu companheiro, o arroz.
  • Aumenta o ácido úrico - pelo fato de ter muita proteína..., considero isso bom: ter muita proteína, mas muito mais nocivas ou uricêmicas são as proteínas animais. Necessitamos de proteínas, que são oferecidas de forma equilibrada pelos feijões, diferente dos produtos animais que além de não conter carboidrados e fibras ainda exercem uma ação antigênica significativa ou até mesmo proibitiva.
  • Aumenta a flatulência - somente quando mesclados com produtos animais, ou quando não diluem a grande quantidade de agrotóxicos que costumam estar presente nos feijões. Para diluir os agrotóxicos, deixe qualquer grão, incluindo os feijões durante dois dias de molho, trocando pelo menos cinco águas. Dessa maneira tenho observado a ausência de flatulência, a ponto de comer feijão com repolho (orgânico) e não causar flatulência.
  •  
     
      
      

    Beans, kidney, mature seeds, sprouted, cooked, boiled, drained, without salt NDB No: 11030

    Nutrient 
    Value per 100 g, edible portion 
    Units 
    Proximates
    Moisture 
    89.3 
    Energy 
    33.0 
    kcal 
    Energy 
    140.0 
    kj 
    Protein 
    4.83 
    Lipids 
    0.58 
    Carbohydrates 
    4.72 
    Ash 
    0.58 
    Minerals
    Potassium, K 
    194.0 
    mg 
    Phosphorus, P 
    38.0 
    mg 
    Magnesium, Mg 
    23.0 
    mg 
    Calcium, Ca 
    19.0 
    mg 
    Sodium, Na 
    7.0 
    mg 
    Iron, Fe 
    0.89 
    mg 
    Zinc, Zn 
    0.44 
    mg 
    Manganese, Mn 
    0.20 
    mg 
    Copper, Cu 
    0.17 
    mg 
    Vitamins
    Vitamin C, ascorbic acid 
    35.6 
    mg 
    Thiamin 
    0.36 
    mg 
    Riboflavin 
    0.27 
    mg 
    Niacin, nicotinic acid 
    3.02 
    mg 
    Pantothenic acid 
    0.38 
    mg 
    Vitamin B-6 
    0.09 
    mg 
    Folate 
    47.4 
    mcg 
    Vitamin B-12 
    0.0 
    mcg 
    Vitamin A, IU 
    2.0 
    IU 
    Vitamin A, RE 
    0.0 
    RE 
     
    Nutrient 
    Value per 100 g, edible portion 
    Units 
    Lipids
    Fatty acids, saturated 
    0.08 
    16:0 palmitic 
    0.07 
    18:0 stearic 
    0.01 
    Fatty acids, monounsaturated 
    0.04 
    18:1 oleic 
    0.04 
    Fatty acids, polyunsaturated 
    0.32 
    18:2 linoleic 
    0.12 
    18:3 linolenic 
    0.19 
    Cholesterol 
    0.0 
    mg 
    Amino acids
    Tryptophan 
    .050 
    Threonine 
    .203 
    Isoleucine 
    .214 
    Leucine 
    .347 
    Lysine 
    .275 
    Methionine 
    .050 
    Cystine 
    .055 
    Phenylalanine 
    .243 
    Tyrosine 
    .166 
    Valine 
    .248 
    Arginine 
    .263 
    Histidine 
    .135 
    Alanine 
    .200 
    Aspartic acid 
    .628 
    Glutamic acid 
    .589 
    Glycine 
    .166 
    Proline 
    .195 
    Serine 
    .258 
     
    USDA Nutrient Database for Standard Reference, Release 11 (September 1996)
     
     
     
     
     
     

    Alimentos Livro on line - Equilíbrio Alimentar  Iridologia
     
    Comente este conteúdo: 
    veja 
    Blog, facilitando a interatividade 
    comentários
    Nome
     
    e-mail
     
     
    Luiz Meira
    luizmeiramedico@gmail.com
    19 9 9612 6029